Autogestão: retrato de um fenômeno político, econômico e social


Ricardo Rohm e Andreza Gonçalves em UFRJ

ResearchGate – 📅 SIAc 2018

Resumo:

O presente trabalho buscou apresentar um abrangente cenário acerca da autogestão, no âmbito político, econômico e social (LECHAT; BARCELOS, 2008; MARINHO, 2015), com o objetivo geral de mapear a autogestão, na atualidade, bem como, de forma específica, identificar como a autogestão impacta nas relações de poder das pessoas, organizações e políticas, verificar como a autogestão tem sido tratada na comunidade acadêmica; averiguar os modelos de gestão participativa como meio social e identificar como a evolução tecnológica impacta em seu funcionamento. Tal pesquisa foi classificada como um estudo exploratório que, para compreender melhor a autogestão, utilizará como métodos técnicos a pesquisa bibliográfica, documental e de estudo de casos múltiplos. A pesquisa bibliográfica foi realizada no período entre março e outubro de 2018, em bases disponíveis no portal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), na Proquest e no Directory Open Articles Journal (DOAJ), sem que o tempo de início seja delimitado, com a inclusão de somente artigos completos. A pesquisa documental foi construída por intermédio da elaboração de um mapeamento jornalístico de publicações acerca da autogestão nos últimos 10 anos. O estudo de caso vem sendo realizado por meio de múltiplos exemplos de funcionamento da autogestão. As próximas etapas deste ensaio consistirão no desenvolvimento da relação entre conceitos e casos a respeito da autogestão, adotados por este trabalho, com o intuito de identificar o impacto da autogestão no setor político, econômico e social, considerando sua diferenciação a partir da evolução tecnológica (ROHM, 2018).

Mediante as diferentes estratégias de participação política, econômica e social mapeadas, este trabalho demonstrou suas diferenças e semelhanças com o fenômeno da autogestão, bem como identificou as estratégias auto gestionárias mais adequadas para as formas atuais de organização da sociedade. Todavia, em contribuição à sociedade acadêmica e de acordo com os trunfos do poder de decisão de Raffestin (1993), vem desenvolvendo um modelo de representação gráfica das práticas de participação e autogestão identificadas, por intermédio dos níveis estratégicos, táticos e operacionais de decisão. Outrossim, ao verificar tendências contraditórias no conteúdo das publicações de mídias jornalísticas acerca da autogestão, este estudo está realizando uma análise crítica do discurso destes materiais a partir dos métodos de Rohm (2017).

Abstract:

Self management: the portrait of a socioeconomic and political phenomenon

The present research project will present an omnibus scenario about self-management in the political, economic and social spheres, with the general objective of mapping self-management in the world nowadays. This study aims at identifying how self-management impacts people’s power relations, organizations and policies, as well as to verify how self-management has been addressed in the academic community; besides, to investigate the models of participatory management as a social environment and to identify how the technological evolution impacts its functioning (KITCH et al., 2012). To enrich this analysis, some relevant theoretical results which deal with management strategies as well as the relationship between self-management and participation theories will be considered and analyzed. It is a qualitative research which seeks to interpret and attribute significant meanings to the phenomenon of self-management and its related themes (participation, power, influence, strategies). This research was classified as an exploratory study which, in order to better understand self-management, will use as technical methods bibliographical, documentary and case-study research (SILVA; MENEZES, 2005; OLIVEIRA, 2011). The bibliographic research was carried out between December 2017 and May 2018, in available databases on the Portal of the Coordination of Improvement of Higher Level Personnel (CAPES), in Proquest and in the Open Directory Journal (DOAJ) and only complete papers were considered. The documentary research will be constructed through the elaboration of a journalistic mapping of publications about self-management within the last 10 years. The case study will be conducted through multiple examples of how self-management works in different situations and countries. The research is in the phase of theoretical review about self-management and related themes, mapping the strategies of participation and self-management, as well as the documentation of related journalistic publications. The next steps of this essay will consider the analysis of the relations between theoretical findings and real cases of self-management collected, with the intention of identifying the impacts of self-management in the political, social and economic realms, specifically under the influence of the recent technological evolution (ROHM, 2018).
Key-words: power, influence, influence, participation at work, strategies of participation, self-management.

Compartilhar


Postado por


Inspirações para o comentário:
abate, alegria, amuo
ânimo, ardor, arte
susto, avidez, bobeira
calma, cansaço, carranca
coleção, confusão, contemplação
criação, curiosidade, depressão
descontente, deslumbre, despertez
determinação, diversão, doente
empolgação, encanto, energia
esperança, espirituosa/o, estranheza
estresse, feliz, gelo
ímpeto, irritação, melancolia
nerd, ocupação, peculiar
pensamento, realização, riso
saltitante, satisfação, sombra
surpresa, trabalhando, travessa/o
triste, zanga
Lembre-se de que você veio aqui, porque compreendeu a necessidade de lutar contra si mesmo. Agradeça, portanto, a quem lhe proporcione a ocasião para isso.
Gurdjieff
Você pode alterar sua foto de perfil no Gravatar ou fazer login.

Deixe um comentário