PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS EM
DESENVOLVIMENTO HUMANO, FORMAÇÃO DE LIDERANÇAS TRANSFORMADORAS E GOVERNANÇA SOCIAL
Eponina, Ernesto Nazareth
Chevron esquerda

Estratégias de sucesso em modelos de gestão social no Brasil

,
📅 DATA DA PUBLICAÇÃO
🔖 PALAVRAS-CHAVE
📃 DIVULGADO EM

UFRJ,

🗺️ CIDADE
AUTORES:

ResearchGate – 📅 SIAc 2018 – 🏅 Prêmio

Resumo:

Identificar a melhor estratégia de modelos de gestão social no Brasil com foco em oportunidades e necessidades.

O empreendedorismo social tem se tornado um tema recorrente em resposta ao avanço neoliberal e seus efeitos sobre o sujeito pós-moderno à medida que algumas pessoas, grupos e organizações se diferenciam ao se preocuparem cada vez mais com a desigualdade social e suas consequências diante do enfraquecimento do Estado e do culto ao individualismo (OLIVEIRA et al., 2016). Uma das formas de categorizar empreendimentos sociais, a partir de seu foco de atuação, é dividi-los em controle social, gestão ambiental e desenvolvimento social (ROHM, 2016). No âmbito do desenvolvimento social, o objetivo deste trabalho é mapear as estratégias de gestão dos empreendimentos sociais bem-sucedidos no Brasil nos últimos cinco anos a fim de que novas iniciativas empreendedoras possam melhor desenhar suas estratégias e modelos de gestão baseados nas práticas mais eficazes e efetivas analisadas. As melhores sugestões de estratégia e de gestão oriundas da presente pesquisa são os resultados aqui esperados para contribuir com projetos sociais inovadores. Compreende-se a estratégia como o desenvolvimento de planos, práticas e políticas organizacionais para atingir os objetivos da organização (CHANDLER, 1962; ANSOFF; MCDONNELL, 1990; ANDREWS, 1991). Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliográfica a fim de estabelecer um arcabouço teórico acerca dos conceitos de estratégia, modelos de gestão, gestão social e empreendedorismo social. A próxima etapa consiste na seleção de dez estudos de caso de sucesso, considerando os critérios de visibilidade, saúde financeira e sustentabilidade de um empreendimento, quer seja mediante a revisão da literatura especializada quer seja mediante a consideração de indicadores de sucesso e de visibilidade divulgados pela mídia e por órgãos públicos e privados que operam neste campo no cenário nacional. Busca-se, assim, abranger cada uma das cinco regiões geográficas do país. Por mais que possam existir divergências nos contextos regionais destes empreendimentos sociais, todos eles, ao procurar solucionar um ou mais problemas sociais de determinada população, seja ela a de pessoas de baixa renda, LGBTs, mulheres, negros, deficientes, entre tantos outros atores que frequentemente são excluídos do processo decisório, perseguem o propósito de amparar esses gestores sociais, empoderando-os e encorajando-os a ganhar voz e propor soluções eficazes para os problemas sociais localmente identificados.
Uma vez que foram destacados os melhores empreendimentos sociais da amostra analisada, os pesquisadores agendam entrevistas com os gestores dessas organizações com a finalidade de obter a visão das práticas de gestão mais eficazes e efetivas adotadas, de modo que se possa compreender a gestão social servindo de parâmetro para outras organizações desse tipo no Brasil.

Abstract:

The social entrepreneurship has become a recurring theme as a response to the neoliberal advance and its effects over the post-modern subject as some people, groups and organizations differ by increasingly worrying with the social inequality and its consequences as the weakening of the State and the cult of individualism (OLIVEIRA et al., 2016). One of the ways to categorize social enterprises, from the focus of operation, is dividing them in social control, environmental management and social development (ROHM, 2016). In the social development category, this project aims at mapping the management strategies of successful social enterprises in Brazil in the last five years, in order that new entrepreneurial initiatives can better design their strategies and management models based on analyzed practices that are more efficacious and effectives. The best-researched strategies and managements suggestions are the results expected to contribute with new social enterprises. Strategy is understood in this project as the development of plans, practices and policies to achieve the organizational objective (CHANDLER, 1962; ANSOFF; MCDONNELL, 1990; ANDREWS, 1991). For that, a bibliographic research was made to establish a theoretical outline above the concepts of strategy, management models, social management and social entrepreneurship. The next step is to select ten successful cases, considering the criteria of visibility, financial health and sustainability of an enterprise, either by the specialized literature revision either by the consideration of indicators of success and visibility published by the media and by public and private organizations that operate on this sector in Brazil. It is intended to cover each one of the five geographic regions of the country. Although that must exist divergences on the regional contexts of these social enterprises, all of them, by looking to solve one or more social problems of a determinate population, whichever being poor people, LGBTs, women, black people, disabled people, among many of others subjects which are frequently excluded of the decision process, pursue the propose of sustaining these social managers, empowering and encouraging them to gain a voice and propose effective solutions to locally identified social problems.
Keywords: Social Entrepreneurship, Management Models, Successful Strategies, Sustainability
The researchers are currently scheduling interwiews with the managers of the best social businesses selected from the analyzed sample in order to verify the most effective and efficient practices belonging to these organizations. Thereafter, the perceived strategic vision will serve as a reference for other companies of this type in Brazil.

ANEXO:

Compartilhar


Inspiração:
Gurdjieff
Lembre-se de que você veio aqui, porque compreendeu a necessidade de lutar contra si mesmo. Agradeça, portanto, a quem lhe proporcione a ocasião para isso.
Alterar sua foto de perfil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. <strong>Negrito</strong>
  2. <em>Itálico</em>
  3. <blockquote>Citação</blockquote>
  4. 🙏
  5. 👏
  6. 🤩
  7. 😍
  8. 😘
  9. ❤️
  10. 😉
  11. 😊
  12. 😁
  13. 👍
  14. 🤔
  15. 😄
  16. 😎
  17. 🐘

 

Pesquisas recentes

Ver todas as pesquisas ›

Linhas de pesquisa

Temas de pesquisa e estrutura matricial

Desenvolvimento humano

Acessar pesquisas ›

🌈Com ênfase na diversidade sexual, os estudos analisam as relações de poder e preconceito presentes nas organizações, estimulando o combate à discriminação e à homofobia.

Observam-se quais os modelos adotados para a gestão da diversidade com base nas boas práticas de inclusão – sejam elas nacionais ou internacionais.

Busca-se compreender as vantagens competitivas existentes em um ambiente diverso, considerando também o bem estar de cada colaborador.

A conscientização e o enfrentamento acerca das manifestações homofóbicas nas organizações e demais ambientes de trabalho é crucial para a erradicação da homofobia em nossa sociedade.

“Tanto na esfera do conhecimento, quanto na da política, da sociedade e da própria vida humana, a diversidade deve ser percebida com entusiasmo, com paixão, compaixão e com o encantamento de quem redescobre o mundo. Assim é para mim, permanentemente. Em cada gesto.”

Rohm, em Por uma elegia à Diferença!

Liderança transformadora

Acessar pesquisas ›

🦅 Estes estudos visam compreender a existência e o surgimento de líderes, a análise e aprendizado das competências fundamentais da liderança. Formamos líderes para transformar a sociedade em prol da diversidade humana.

A liderança aqui não aparece como mero recurso para maior vantagem competitiva, mas como forma de se instaurar e de se gerir a transformação.

Transformação significando a ruptura com antigos padrões e a elevação do nível de consciência, tanto pessoal quanto organizacional.

“A única maneira de realizar algo importante é um desejo verdadeiro e pungente, uma vibração transformadora, um presságio de que a vida e a felicidade podem ser ainda mais e maiores…

…"a verdade pertence aos olhos que a vêem" assim como a sabedoria se origina da vivência autêntica de cada um, do olhar por dentro, da celebração da diferença, da entrega, do aprender com amor e coragem de mudar a si mesmo, para além dos limites, para poder merecer mudar o mundo.”

Rohm, em Sócrates e Rohm refletem.

Humanidades digitais e governança social

Acessar pesquisas ›

⚖️ O tema Humanidades Digitais contempla o uso das tecnologias e mídias digitais na geração e propagação de informações, além de meio de comunicação, junto à sociedade e pelas organizações. Em nosso programa, temos investigado e aprofundado nossas pesquisas e estudos nesta temática, observados o massivo uso das ferramentas tecnológicas e digitais, em todo o mundo mas especialmente no Brasil. Esta forma de proceder vem interferindo e orientando a apropriação do conteúdo produzido, afetando o comportamento social e subsidiando a tomada de decisão nas organizações, inclusive no contexto político, com o comprometimento dos sistemas políticos de representação vigentes.
Desenvolvemos lideranças capazes de enfrentar os desafios decorrentes da datificação da sociedade e do capitalismo de vigilância.

Quanto à Governança, os estudos buscam entender as relações pelas quais uma empresa é controlada e administrada, trabalhando para além do paradigma padrão de governança voltada para os shareholders (detentores de ações), mas também para os stakeholders (sociedade, clientes, fornecedores, funcionários e acionistas).

Desejamos estimular a implementação de práticas de gestão socioambientais sustentáveis e éticas nas organizações.

Existe uma preocupação com o resgate social da produção da riqueza que parece obstaculizado pela crise do Estado contemporâneo. A governança é  entendida como um campo de retomada social da produção e da distribuição das riquezas.

"A crise de referências e valores fundamentais da sociedade moderna, acompanhada pela crise de suas instituições tradicionais, desorganizam e desqualificam os então conhecidos e praticados vínculos sociais essenciais aos processos de identificação dos indivíduos, e, portanto, fragmentam suas identidades e abrem um vazio de sentido a ser pretensamente ocupado pela Organização contemporânea, com seu imaginário de excelência e sucesso, ensejando a discussão dos modos de subjetivação inaugurados por suas práticas discursivas."

Rohm, em ​A Produção de Subjetividades em Organizações Contemporâneas: Práticas Discursivas e Políticas da Empregabilidade.

Receba notícias