Políticas de recursos humanos nas ONGs: um estudo de caso na cidade do Rio de Janeiro


Ricardo Rohm e Thaís Sampaio em UFRJ

📅 JICTAC 2011

Resumo:

As organizações do Terceiro setor brasileiro, assim como aquelas pertencentes ao Primeiro e ao Segundo setores, têm sido afetadas pelas mudanças decorrentes dos avanços tecnológicos e da globalização econômica. Esses fatores têm alterado desde os padrões de produção até a esfera do comportamento individual nestas organizações, fazendo com que elas se deparem com questões muito semelhantes àquelas enfrentadas por organizações de natureza distinta: gerar resultados que demonstrem eficiência e eficácia de desempenho, captar recursos suficientes para a continuidade de suas atividades, desenvolver a capacidade de acompanhar as constantes mudanças que interferem em seu desempenho, entre outras (Fischer, 1998). As ONGs (Organizações não Governamentais) no Brasil tem peculiaridades devido a forma como foi constituída, no contexto do país e sua cultura. A gestão de pessoas padece de padrões normativos e sistemáticos e pode levar a situações nas quais mesmo as pessoas consideradas incompetentes permaneçam na organização (Falconer, 1999). Além disso, as ONGs possuem dificuldade de estabelecer hierarquias claras e de relações formais de subordinação, por conta dos recursos humanos não especializados serem oriundos, em grande parte, do trabalho voluntário. Especialmente nas organizações de menor porte, os dirigentes costumam manter um relacionamento próximo com os colaboradores, baseados em valores como proximidade, afeição, harmonia e confiança (Teodósio & Brum, 2000; Teodósio & Resende, 1999). A pesquisa tem caráter exploratório e descritivo. A primeira etapa consiste na revisão bibliográfica pertinente e, posteriormente, serão feitas entrevistas semi-estruturadas em ONGs intencionalmente escolhidas que atuam no campo da responsabilidade social e dos direitos humanos. A intenção é criar um grupo focal com os representantes dessas organizações a fim de identificar as políticas de recursos humanos adotadas, suas inovações e os casos de sucesso. A interação entre os participantes e o pesquisador objetiva colher dados a partir da discussão focada em tópicos específicos e diretivos. Palavras chaves: Organizações do terceiro setor, ONGs, Política de Recursos Humanos.

Compartilhar


Postado por


Inspirações para o comentário:
abate, alegria, amuo
ânimo, ardor, arte
susto, avidez, bobeira
calma, cansaço, carranca
coleção, confusão, contemplação
criação, curiosidade, depressão
descontente, deslumbre, despertez
determinação, diversão, doente
empolgação, encanto, energia
esperança, espirituosa/o, estranheza
estresse, feliz, gelo
ímpeto, irritação, melancolia
nerd, ocupação, peculiar
pensamento, realização, riso
saltitante, satisfação, sombra
surpresa, trabalhando, travessa/o
triste, zanga
Lembre-se de que você veio aqui, porque compreendeu a necessidade de lutar contra si mesmo. Agradeça, portanto, a quem lhe proporcione a ocasião para isso.
Gurdjieff
Você pode alterar sua foto de perfil no Gravatar ou fazer login.

Deixe um comentário