Análise da diferença de discurso entre as categorias tipificadas por Castillo e cols. e Lacerda, Camino e Pereira quanto à homofobia entre os graduandos do curso de Administração de empresas da UFRJ

Claudia Gonçalves Ricardo Rohm, Claudia Gonçalves, Vinicius Nunes e Eduardo Lima em UFRJ

📅 JICTAC 2010

Resumo:

A questão da diversidade humana torna-se essencial à formação do administrador, enriquecendo sua visão de mundo em uma sociedade plural e de economia global. A discriminação se tornou um desafio para os líderes empresariais, pois afeta diretamente o clima organizacional e a eficiência dos funcionários de qualquer corporação. No Brasil, um dos maiores desafios tem sido o preconceito em razão da orientação sexual, ou homofobia. Para melhor combater e diminuir essas crenças deve-se entender como elas se apresentam em seus discursos e em que estão fundamentadas. Castillo e cols. (2003) e Lacerda, Camino e Pereira (2002) criaram escalas de medição das crenças homofóbicas que divide os pesquisados em três categorias: flagrantes, sutis e não preconceituosos. O objetivo desse artigo é perceber as diferenças de discurso entre as três categorias e os pontos em que essas diferenças são mais flagrantes. Para isso, Far-se-á a aplicação das escalas supracitadas com uma turma do curso de Administração de Empresas da UFRJ, e assim que obtido o resultado dessa pesquisa, serão selecionados aleatoriamente um total de 5 participantes classificados como flagrantes, 5 sutis e 5 não preconceituosos, com os quais realizaremos entrevistas, e com esse material será feita a análise de discurso. Os autores citados basearam as suas escalas em alguns parâmetros, e a partir destes montamos as categorias a serem analisadas nos discursos e seus respectivos critérios de análise, que são: a relação do autoritarismo com o preconceito, na qual analisaremos as diferenças nos sentimentos autoritários entre as categorias; a diferença percebida de valores que se julga ser de pessoas homossexuais com os seus próprios valores, na qual se analisará se essa discrepância aumenta ou diminui entre as categorias; a conduta para com pessoas homossexuais, para se analisar se há diferença na conduta declarada para com os homossexuais nas categorias; a rejeição de intimidade com pessoas homossexuais, para se analisar o quanto a rejeição a intimidade com pessoas homossexuais varia nas categorias; as emoções sentidas para com pessoas homossexuais, para se analisar a diferença das emoções sentidas para com pessoas homossexuais entre as categorias; e as explicações dadas à homossexualidade, para se perceber se as três categorias se diferenciam na explicação dada. A questão é: O Quanto as crenças homofóbicas dos indivíduos podem ser percebidas em seus discursos? Para isso, realizar-se-á uma revisão da literatura acerca do método de análise de discurso, e de sua importância na pesquisa de tipo qualitativa em administração de empresas.

Compartilhar


Inspiração para o comentário:
Lembre-se de que você veio aqui, porque compreendeu a necessidade de lutar contra si mesmo. Agradeça, portanto, a quem lhe proporcione a ocasião para isso.
Gurdjieff
Alterar sua foto de perfil ou fazer login.

Deixe um comentário

  1. <strong>Texto em negrito</strong>
  2. <em>Texto em itálico</em>
  3. <blockquote>Citação de mais de 3 linhas</blockquote>
  4. 🙏
  5. 👏
  6. 🤩
  7. 😍
  8. 😘
  9. ❤️
  10. 😉
  11. 😊
  12. 😁
  13. 👍
  14. 🤔
  15. 😄
  16. 😎
  17. 🐘