Pesquisas de PEP-ROHM

Pesquisas

Somos, avançamos e conectamos pesquisa. Com métodos e ferramentas robustos, possibilitamos a inovação em nossas pesquisas acadêmicas e estudos. Em mais de 10 anos de existência, PEP-ROHM apresentou à sociedade estudos consistentes em suas três linhas de pesquisa. Para compreensão do arranjo de pesquisa, nossos estudos estão dispostos nesta página, com identificação por: linhas de pesquisa, rigor acadêmico ou prêmio associado.

Inscrever-se em novos projetos

Linhas de pesquisa

Temas de pesquisa e estrutura matricial

Desenvolvimento humano

Acessar pesquisas ›

🌈Com ênfase na diversidade sexual, os estudos analisam as relações de poder e preconceito presentes nas organizações, estimulando o combate à discriminação e à homofobia.

Observam-se quais os modelos adotados para a gestão da diversidade com base nas boas práticas de inclusão – sejam elas nacionais ou internacionais.

Busca-se compreender as vantagens competitivas existentes em um ambiente diverso, considerando também o bem estar de cada colaborador.

A conscientização e o enfrentamento acerca das manifestações homofóbicas nas organizações e demais ambientes de trabalho é crucial para a erradicação da homofobia em nossa sociedade.

“Tanto na esfera do conhecimento, quanto na da política, da sociedade e da própria vida humana, a diversidade deve ser percebida com entusiasmo, com paixão, compaixão e com o encantamento de quem redescobre o mundo. Assim é para mim, permanentemente. Em cada gesto.”

Rohm, em Por uma elegia à Diferença!

Liderança transformadora

Acessar pesquisas ›

🦅 Estes estudos visam compreender a existência e o surgimento de líderes, a análise e aprendizado das competências fundamentais da liderança. Formamos líderes para transformar a sociedade em prol da diversidade humana.

A liderança aqui não aparece como mero recurso para maior vantagem competitiva, mas como forma de se instaurar e de se gerir a transformação.

Transformação significando a ruptura com antigos padrões e a elevação do nível de consciência, tanto pessoal quanto organizacional.

“A única maneira de realizar algo importante é um desejo verdadeiro e pungente, uma vibração transformadora, um presságio de que a vida e a felicidade podem ser ainda mais e maiores…

…"a verdade pertence aos olhos que a vêem" assim como a sabedoria se origina da vivência autêntica de cada um, do olhar por dentro, da celebração da diferença, da entrega, do aprender com amor e coragem de mudar a si mesmo, para além dos limites, para poder merecer mudar o mundo.”

Rohm, em Sócrates e Rohm refletem.

Humanidades digitais e governança social

Acessar pesquisas ›

⚖️ O tema Humanidades Digitais contempla o uso das tecnologias e mídias digitais na geração e propagação de informações, além de meio de comunicação, junto à sociedade e pelas organizações. Em nosso programa, temos investigado e aprofundado nossas pesquisas e estudos nesta temática, observados o massivo uso das ferramentas tecnológicas e digitais, em todo o mundo mas especialmente no Brasil. Esta forma de proceder vem interferindo e orientando a apropriação do conteúdo produzido, afetando o comportamento social e subsidiando a tomada de decisão nas organizações, inclusive no contexto político, com o comprometimento dos sistemas políticos de representação vigentes.
Desenvolvemos lideranças capazes de enfrentar os desafios decorrentes da datificação da sociedade e do capitalismo de vigilância.

Quanto à Governança, os estudos buscam entender as relações pelas quais uma empresa é controlada e administrada, trabalhando para além do paradigma padrão de governança voltada para os shareholders (detentores de ações), mas também para os stakeholders (sociedade, clientes, fornecedores, funcionários e acionistas).

Desejamos estimular a implementação de práticas de gestão socioambientais sustentáveis e éticas nas organizações.

Existe uma preocupação com o resgate social da produção da riqueza que parece obstaculizado pela crise do Estado contemporâneo. A governança é  entendida como um campo de retomada social da produção e da distribuição das riquezas.

"A crise de referências e valores fundamentais da sociedade moderna, acompanhada pela crise de suas instituições tradicionais, desorganizam e desqualificam os então conhecidos e praticados vínculos sociais essenciais aos processos de identificação dos indivíduos, e, portanto, fragmentam suas identidades e abrem um vazio de sentido a ser pretensamente ocupado pela Organização contemporânea, com seu imaginário de excelência e sucesso, ensejando a discussão dos modos de subjetivação inaugurados por suas práticas discursivas."

Rohm, em ​A Produção de Subjetividades em Organizações Contemporâneas: Práticas Discursivas e Políticas da Empregabilidade.
  • Publicação da pesquisa: Compromisso com a diversidade ou gestão da imagem? Uma análise das empresas filiadas ao fórum de empresas e direitos LGBTI+

    Comunico que a pesquisa desenvolvida pelo Prof. Dr. Ricardo Henry Dias Rohm e pelos orientandos Gabriel de Souza Valuano, José Otávio Alcantara Lucas Martins intitulada COMPROMISSO COM A DIVERSIDADE OU GESTÃO DA IMAGEM? UMA ANÁLISE DAS EMPRESAS FILIADAS AO FÓRUM DE EMPRESAS E DIREITOS LGBTI+ foi publicada na Revista Brasileira de Estudos Organizacionais no  v. 8, n. 2, p. 339- 382, Maio - Agosto 2021.   https://rbeo.emnuvens.com.br/rbeo/issue/view/23/showToc   

    Acreditamos que a pesquisa publicada será importante referência para muitos estudos futuros.

    Parabéns aos nossos pesquisadores!

  • LGBT+ community during the COVID-19 pandemic in Brazil

    Ricardo Rohm José Martins Ricardo Rohm e José Martins

    ResearchGate - 📅 Publicação na DATACTIVE - 📅 Lançamento de livro

    Inglês Abstract:

    We discuss the challenges which the LGBTQ+ communities face in Brazil nowadays during the COVID pandemics.

  • O fortalecimento da governança e da eficiência nos serviços públicos brasileiros nas transições de governo

    Ricardo Rohm e Carlos Tiago em artigo publicado no periódico Revista Internacional de Ciências

    ResearchGate - 📖 Publicação

    Resumo:

    O presente trabalho tem como objetivo realizar uma análise da gestão pública brasileira e apontar algumas alternativas viáveis com vistas a fortalecer a governança pública e melhorar a eficiência na gestão dos serviços públicos brasileiros em períodos de transição de governos. Tendo em vista a fragilidade da estrutura administrativa durante o processo de mudança de governo e diante da escassez de artigos e livros publicados pela comunidade acadêmica, este trabalho pretende colaborar para o preenchimento desta lacuna existente, além de propor e incentivar outros estudos e linhas de pesquisa nesta seara do conhecimento científico em Administração Pública e Governança. Para tal, realizou-se uma pesquisa bibliográfica, contemplando artigos científicos, livros e periódicos publicados, e compilando tais informações em uma matriz de critérios lógicos e metodológicos. Analisou-se o contexto político e gerencial da seara da gestão pública brasileira, enfatizando as implicações em termos da tomada de decisão e da eficiência na gestão da máquina pública em momentos de mudanças administrativas e políticas decorrentes de transições de governos. Tal analise visa clarificar o leitor quanto à forma como é estudado e aplicado o assunto atualmente, revelando os desafios que terão que ser enfrentados pela Administração Pública com vistas a fortalecer a eficiência e a governança na aplicação de seus recursos diante de cenários de transição administrativa. Ao final, foram apontadas algumas oportunidades de melhoria a fim de incrementar a eficiência em períodos de transição e foram identificadas sugestões para estudos futuros acerca da temática tratada.

  • Media in Brazil nowadays: a challenging portrait

    Ricardo Rohm em FAU

    📅 ICWSM-2019

    Abstract:

    Presentation: Thirteenth International AAAI Conference on Web and Social Media. Critical Data Science

  • A opinião pública na era digital: construções, finalidades e impactos na democracia contemporânea

    Danielle Diniz Ricardo Rohm e Danielle Diniz em UFRJ

    📅 SIAc 2019

    Resumo:

    Analisar a forma como a opinião pública está sendo concebida na contemporaneidade e quais são as principais externalidades de sua forma de concepção. Em um contexto de crise ética e reformulações sociais e políticas ocasionadas pela relação entre a internet e as mídias digitais com a população, a pesquisa pretende apontar os principais agentes envolvidos na formulação da opinião pública e suas finalidades.

    Abstract:

    The political usage of public opinion in the digital era

    To analyse how public opinion is being conceived in the contemporary world and what are the main externalities of its conception. In a context of ethical crisis and social and political reformulations caused by the relationship between the internet and digital media with the population, the research aims at pointing out the main agents involved in the formulation of public opinion and its purposes.

  • Kaizen: gestão de melhorias contínuas para desenvolvimento de lideranças transformadoras

    Andreza Gonçalves Ricardo Rohm e Andreza Gonçalves em UFRJ

    ResearchGate - 📅 SIAc 2019

    Resumo:

    Desenvolver um sistema Kaizen para gestão de melhorias contínuas na formação de lideranças transformadoras, apurando a capacidade de adaptação deste fenômeno à qualquer setor ou instituição.

  • Fake News e Democracia: dificuldades no controle sociopolítico da esfera pública

    Ricardo Rohm e Marcelo Dias em UFRJ

    ResearchGate

    Resumo:

    No contexto em que o fenômeno da desinformação se intensifica mundialmente, alcançando proporções alarmantes quanto a suas consequências para a consolidação das diversas democracias e de seus valores subjacentes, o presente estudo objetiva compreender qual é o impacto causado pelas fake news para a emancipação humana na contemporaneidade. Para tanto, far-se-á necessário elaborar uma revisão de literatura sobre temas como a democracia e a esfera pública no intuito de se obter um diagnóstico da relevância que o fenômeno das fake news desempenha no cenário atual.

    Abstract:

    Fake News and Democracy: difficulties in the sociopolitical control of the public sphere

    In view of the increase of disinformation as a global menace, reaching alarming proportions in terms of its consequences for the consolidation of democracies and their underlying values, the present study aims at understanding the impact of fake news on the emancipation process in contemporaneity. Therefore, it will be necessary to elaborate a literature review on topics such as Democracy and the Public Sphere in order to obtain a diagnosis of the relevance that the fake news phenomenon plays in the current scenario.

  • O controle social na gestão governamental: atores políticos e suas práticas no Brasil hodierno

    Felipe Tinoco Ricardo Rohm e Felipe Tinoco em UFRJ

    ResearchGate - 📅 SIAc 2019

    Resumo:

    A presente pesquisa possui como objetivo realizar uma análise das práticas brasileiras de controle social, mapeadas na revisão de literatura sobre o conceito, em artigos revisados por pares publicados nos últimos 10 anos. O controle social é uma forma de participação da sociedade civil na administração pública que foi estudada sob diferentes prismas ao longo desse período. Por intermédio de pesquisa bibliográfica, foi possível observar que, nos últimos 3 anos, há um expressivo aumento de correlação desse conceito com o uso de tecnologias digitais que facilitem o acompanhamento da gestão governamental e permitam novas formas de se conceber o controle social, anteriormente muito associado a práticas institucionalizadas e legalmente previstas, tais como audiências e conselhos públicos. Entendeu-se, posteriormente, a lacuna existente acerca de uma análise conjuntural sobre essas diferentes possibilidades de exercício do controle social. O presente trabalho, logo, encontra-se em fase de criação de um modelo de categorias que diferencie tais possibilidades. Por fim, as categorias serão analisadas sob uma perspectiva crítica, compreendendo como elas afetam a esfera pública ao contrariar aspectos hegemônicos da estrutura administrativa-partidária e interesses comerciais. A partir dessa análise, pretende-se propor novas pesquisas sobre alternativas específicas de controle social, assim como estudos acerca de organizações que as exercem.

    Abstract:

    The social control within the public administration: successful interventionist practices

    To analyse how social control practices, which are exercised by civil society in the realm of public administration, are being researched and also exercised by the population nowadays. Hence, it is intended to point out some measures and forms of social control which affect the public sector decision-making towards democratic objectives.

  • Liderança Transformadora e o impacto das tecnologias da informação nos movimentos sociais contemporâneos

    Ricardo Rohm e Sofia Xavier em UFRJ

    ResearchGate - 📅 SIAc 2019

    Resumo:

    A presente pesquisa discutiu a literatura acerca da liderança transformacional, termo cunhado por Burns em 1979 e desenvolvido por diversos outros pesquisadores ao longo dos últimos 40 anos, tais como Bass (1999) e Rohm e Cabral (2013). Ao fazê-lo, foram destacadas as principais características da liderança transformacional e suas diferenças mais marcantes em relação à liderança transacional. Em seguida, as características das lideranças de movimentos sociais foram debatidas (MORRIS; STAGGENBORG, 2004; NEPSTAD; BOB, 2006), tendo em vista suas similaridades com a liderança transformacional e as interações entre ambas. Por fim, os trabalhos de autores como Bennett e Segerberg (2011) e Barberá et al. (2015) foram adotados para abordar os potenciais usos e riscos da adoção das tecnologias digitais no contexto dos movimentos sociais. Posteriormente, tais discussões permitirão que os presentes autores apontem de que maneira uma liderança transformadora pode empregar as tecnologias digitais em movimentos sociais.

    PALAVRAS-CHAVE: Tecnologias da Informação, Movimento Social, Ativismo e Liderança Transformadora.

    Abstract:

    Transformative Leadership and the Impact of Information Technologies in Contemporary Social Movements

    The present work has discussed the literature regarding transformational leadership, a term which was coined by Burns in 1979 and has been developed by other authors in the past 40 years, such as Bass (1999) and Rohm and Cabral (2013). In doing so, the main characteristics of transformational leadership and the most significant differences in relation to transactional leadership were highlighted. The characteristics of social movement leadership were subsequently debated (MORRIS; STAGGENBORG, 2004; NEPSTAD; BOB, 2006) considering the similarities and interactions between the two. Finally, the work of Bennett and Segerberg (2011) and Barberá et al. (2015) among others were adopted in order to point out the potential uses and risks of adopting digital technologies in the context of social movements. Subsequently, such discussions will enable the present authors to suggest how a transformative leader may employ digital technologies in social movements.

  • As mutações do mercado de trabalho sob a égide do capitalismo e os impactos sociais para o trabalhador

    Claudia Gonçalves Ricardo Rohm e Claudia Gonçalves em independente

    ResearchGate – 📅 Apresentação

    Resumo:

    A pesquisa tem como objetivo geral apresentar a organização contemporânea do trabalho, na perspectiva própria do capitalismo, considerando as mudanças nos meios de produção com a introdução de novas tecnologias e a precarização nas relações trabalhistas, enfatizando os efeitos sociais ocasionados ao trabalhador.

    A expansão do modo de capitalista de produção a uma escala global, assim como o fluxo de capitais, resultou em alterações nas relações de produção das sociedades e nas relações de trabalho em todo o mundo (Mattoso & Pochmann, 1998). O capitalismo, sob a égide da acumulação flexível, trouxe uma ruptura com o padrão fordista e gerou um modo de trabalho e de vida pautados na flexibilização e na precarização do trabalho. O capital financeiro impôs-se sobre todos os demais empreendimentos do capital, subordinando a esfera produtiva e contaminando todas as suas práticas e os modos de gestão do trabalho (Antunes, 2018).
    As empresas tem focado em implementar estratégias que resultem em ganhos de produtividade e diferenciais de competitividade, seja por meio da redução dos quadros funcionais, da precarização das relações de trabalho, terceirizando parte do processo produtivo. Todas essas ações resultaram na piora das condições de trabalho (DIEESE, 2003).
    A flexibilização e a precarização nas relações de trabalho determinaram o surgimento de novos formatos para a natureza do emprego (temporário, contrato por tempo determinado, tempo parcial ou variável, interinidade) (Antunes e Alves, 2004; Boltanski e Chiapello, 2009; Castel, 2010).
    Nesse cenário, as estatísticas do desemprego são crescentes mas o discurso veiculado nos meios midiáticos é o de que há empregos, mas não há trabalhadores qualificados para ocupá-los.
    Essas práticas implicam em responsabilizar cada vez mais os indivíduos pela gestão do seu trabalho, da sua carreira, da sua formação e, também, da sua saúde e segurança. Han (2017) aponta uma mudança no paradigma social que agora determina a ênfase na responsabilidade e iniciativa do indivíduo para produzir mais, ter melhor desempenho. Este imperativo da sociedade pós moderna do trabalho leva o individuo à depressão e outras formas de adoecimento psíquico. Segundo Antunes (2018), as pressões para atender às demandas crescentes do mercado tem transformado o ambiente de trabalho em um espaço de adoecimento.
    O estudo busca analisar a relação entre o atual cenário do mercado de trabalho consideradas as mudanças impostas pelo capitalismo e os impactos sociais para o trabalhador.
    Desenvolver-se-á uma pesquisa qualitativa de caráter documental dado que se constitui em uma das várias possibilidades de se estudar os fenômenos que envolvem os seres humanos e suas intrincadas relações sociais, estabelecidas em diversos ambientes (Godoy, Arilda S.; 1995).
    PALAVRAS-CHAVE: mercado de trabalho, emprego, capitalismo, mudança social, trabalhador.

    Abstract:

    Labour market changes in capitalism and its social impacts for the workers

    The research aims to introduce the contemporary organization of general work, from the perspective of capitalism itself, considering the changes in the means of production with the introduction of new technologies and the insecurity in the labor relations, emphasizing the social effects caused to the employees.

    The expansion of the capitalist mode of production on a global scale, as well as the flow of capital, resulted in changes in the relations of production and relations of societies ' work around the world. (Mattoso & Pochmann, 1998). Capitalism, under the aegis of the flexible accumulation, brought a break within the Fordist pattern and generated a way of work and life based on more flexible and precarious work. The financial capital imposed itself on all other capital ventures, subordinating the productive sphere and contaminating all their practices and management modes of work (Antunes, 2018). The companies have focused on implementing strategies which result in gains in productivity and competitiveness differentials, either through the reduction of functional frameworks, the precariousness of work relationships, as well as outsourcing part of the production process. All these actions resulted in the worsening of working conditions (DIEESE, 2003). These flexible and precarious work relations determined the emergence of new formats for the nature of employment (temporary, contract by time, part-time or variable) (Antunes and Alves, 2004; Boltanski and Chiapello, 2009; Castel, 2010). In this scenario, the unemployment statistics are growing but the speech aired in the media means is that there are plenty of jobs, but there is no skilled workers to fill them. These practices imply responsibility more and more individuals for managing your work, your career, your education, and also of your health and safety. Han (2017) points to a change in the social paradigm that now determines the emphasis on responsibility and initiative of the individual to produce more, have better performance. This imperative of postmodern working society leads the individual to depression and other forms of psychic illnesses. According to Antunes (2018), the pressure to meet the increasing demands of the market have transformed the work environment in a space of illness. The present study seeks to analyse the relationship between the current labour market scenario takling the changes imposed by capitalism and its social impacts for the worker. A qualitative research of documentary character will be, therefore, developed as this is one of the several possibilities for studying the phenomena which involve human beings and their intricate social relations, whilst established in various environments (Godoy, Arilda S.; 1995).
    KEYWORDS: labour market, employment, capitalism, social change, worker.

Mais pesquisas ›