As relações de trabalho nas lojas das redes fast-food na cidade do Rio de Janeiro e suas implicações na inserção profissional e bem-estar psicológico de empregados homossexuais e bissexuais do sexo masculino: um estudo de caso

Ricardo Rohm e Hugo Vasconcelos em UFRJ

📅 JICTAC 2013

Resumo:

Como consequência de uma reorientação das práticas socioculturais relativas à percepção do tempo, os restaurantes de comidas rápidas passaram a ser frequentados em larga escala nos centros urbanos do país e do mundo (REIS; AREND, 2009). A demanda por trabalhadores nessa crescente expansão mostra-se atendida, em muitos casos, por indivíduos que não possuem uma inserção normal no mundo do trabalho quer seja pela estigmatização de minorias, tais como os homossexuais e bissexuais, do segmento LGBT, quer seja por serem alvos de discriminações em muitas organizações do mercado (ROHM et al.,2012). Tal mão de obra, pois, por ser considerada excedente, torna-se barata e atrativa para tais ramos de negócios (OLIVEIRA, 1997), como é o caso das redes de fast-food. Nesse sentido, a pesquisa possui dois objetivos: evidenciar o uso do trabalho, em determinada segmentação de negócios, como forma de controle e alienação de indivíduos homossexuais e bissexuais, os quais possuem uma identidade social fragilizada devido à sua estigmatização (DOS ANJOS, 2000) e analisar as características e imbricamentos da função de atendente de fast food no processo psicossociológico supracitado; cabe ressaltar que a função de atendente de fast-food não dispõe de possibilidade de crescimento, já que todas as tarefas existentes no serviço são alternativamente distribuídas entre os funcionários. Por tratar-se de iniciação científica, de estudo de caráter exploratório, decidiu-se por uma metodologia qualitativa, utilizando-se de entrevistas pautadas em um roteiro de perguntas semiestruturado, realizadas com funcionários homossexuais e bissexuais do gênero masculino de quatro cadeias de fast food na cidade do Rio de Janeiro. O instrumento buscou identificar se há validade em relacionar-se a orientação sexual dos indivíduos com as condições de trabalho oferecidas e se esta inserção e percepção destas condições apresentam qualidades ou problemas que mereçam novos estudos mais específicos e aprofundados. Palavras-chave: fast food, invisibilização, orientação sexual, estigmatização e preconceito.

Compartilhar


Inspiração para o comentário:
Lembre-se de que você veio aqui, porque compreendeu a necessidade de lutar contra si mesmo. Agradeça, portanto, a quem lhe proporcione a ocasião para isso.
Gurdjieff
Alterar sua foto de perfil ou fazer login.

Deixe um comentário

  1. <strong>Texto em negrito</strong>
  2. <em>Texto em itálico</em>
  3. <blockquote>Citação de mais de 3 linhas</blockquote>
  4. 🙏
  5. 👏
  6. 🤩
  7. 😍
  8. 😘
  9. ❤️
  10. 😉
  11. 😊
  12. 😁
  13. 👍
  14. 🤔
  15. 😄
  16. 😎
  17. 🐘