Sobre a participação no Fórum de Sociologia da ISA

A pesquisa

No dia 23 de fevereiro de 2021, nós tivemos a oportunidade de apresentar no Fórum de Sociologia, a nossa pesquisa “Cyberactivism as a Sociopolitical Phenomenon: An Integrated Analytical Model for Democratization within Networked Societies”, que é um dos desdobramentos do pós-doutorado de Mestre Rohm na Alemanha.

A pesquisa compõe os estudos do programa na área de Governança Social e Humanidades Digitais. Nesse cenário de digitalização e a consequente datificação que permeia as relações sociais, nós nos preocupamos em estudar as formas de organização política e de resistência das sociedades no Sul Global, de forma a compreender como o uso das tecnologias digitais pode ampliar a democratização e a distribuição de riquezas.

Este trabalho dá continuidade à pesquisa em que elaboramos um modelo analítico do ativismo digital ao aplicar esse modelo na discussão de um estudo de caso representativo dos movimentos sociais no Sul Global. Buscamos aprofundar a discussão sobre o processo de democratização e o enfrentamento de seus obstáculos, representados pelos riscos e limitações presentes nas tecnologias digitais em uso.

O Fórum

A convite do Mestre Rohm, nós tivemos a oportunidade de participar do IV Fórum de Sociologia, organizado pela International Sociological Association (ISA) para apresentar este trabalho. O Fórum estava previsto para ser realizado em 2020 em Porto Alegre, mas devido à pandemia o evento ocorreu de modo integralmente virtual em fevereiro de 2021.

Foi interessante poder dialogar com outras pessoas que também estudam a temática e que fizeram perguntas diferentes das que são feitas nos eventos da SIAC (ou JICTAC), por exemplo. Isso exigiu que exercitássemos uma compreensão do todo da nossa pesquisa.

Essa compreensão nos ajuda inclusive na própria escrita do relatório da pesquisa, porque começamos a expandir o entendimento da justificativa da pesquisa e suas contribuições para a sociedade.

O dia do evento

A recepção da pesquisa pelos(as) interlocutores(as) foi melhor do que esperávamos, já que encontramos um ambiente bastante construtivo e amigável! Esperávamos uma mesa em que um pesquisador tentava minar o trabalho dos outros, fazendo perguntas capciosas ou menosprezando a contribuição dos demais trabalhos.

Contudo, logo que chegamos na sala, o próprio organizador da sessão tentou puxar assunto com os apresentadores, para quebrar o gelo enquanto os pesquisadores entravam no link da reunião e pareciam tímidos. Nossa primeira impressão, portanto, foi de um espaço organizado e respeitoso.

Foi solicitado que os apresentadores chegassem com 30 minutos de antecedência à sessão para que testassem o compartilhamento de tela e outras funções da plataforma de vídeo-chamada. O evento teve início no horário combinado e as cinco apresentações previstas ocorreram em sequência e dentro do horário estabelecido, sem que os participantes excedessem seu tempo de apresentação.

Apesar disso, notamos uma certa informalidade por parte dos apresentadores, que, no geral, não se preocuparam em fazer apresentações super elaboradas. O foco estava no conteúdo, sem uma grande preocupação de seguir roteiros que caberiam nos 15 minutos reservados a cada pessoa. Ao final da última apresentação, foi aberto um espaço para perguntas e discussão de todos os trabalhos apresentados na sessão.

Nessa parte final, os apresentadores e o organizador da sessão manifestaram interesse em conhecer mais de cada pesquisa. Para nós, foram feitas perguntas relativas à escolha dos autores principais, à contribuição teórica da nossa pesquisa e ao nosso envolvimento pessoal com o tema do trabalho.

Após o evento, aprendizados pessoais ou considerações sobre o legado

Essa foi a nossa primeira experiência em eventos científicos fora da nossa Universidade e foi uma oportunidade para exercitarmos outra visão sobre o nosso trabalho. Foi também uma oportunidade de termos uma nova visão sobre a dinamicidade e a vida da ciência que é construída pela mente de pessoas preocupadas com os temas que estudam há anos.

Apesar de já vermos isso na figura do Mestre e em tudo que ele nos ensina sobre a pesquisa científica, ter contato com outras pessoas que seguem caminhos similares parece tornar mais concretos os ensinamentos de Mestre. Percebemos o valor de conhecermos as pessoas que estão por trás das citações e referências, que não são apenas nomes, mas mentes vivas e pensantes, como Mestre sempre diz.

Percebemos também que, nas duas partes da nossa sessão, nós fomos os únicos alunos de graduação a apresentar uma pesquisa entre pessoas com mestrado, doutorado ou pós-doutorado em suas áreas de estudo. Isso diz muito também sobre a confiança do Mestre em seus/suas orientandos(as), e sobre como o nosso envolvimento com a pesquisa científica é um aprendizado pessoal. Estas percepções ficaram cada vez mais evidentes para nós ao passo que refletimos sobre essa experiência e escrevemos esse texto, o que nos faz sentir ainda mais gratidão e satisfação com esta experiência.

Compartilhar


Inspiração para o comentário:
Lembre-se de que você veio aqui, porque compreendeu a necessidade de lutar contra si mesmo. Agradeça, portanto, a quem lhe proporcione a ocasião para isso.
Gurdjieff
Alterar sua foto de perfil ou fazer login.

Deixe um comentário

  1. <strong>Texto em negrito</strong>
  2. <em>Texto em itálico</em>
  3. <blockquote>Citação de mais de 3 linhas</blockquote>
  4. 🙏
  5. 👏
  6. 🤩
  7. 😍
  8. 😘
  9. ❤️
  10. 😉
  11. 😊
  12. 😁
  13. 👍
  14. 🤔
  15. 😄
  16. 😎
  17. 🐘