Elaboração de um modelo de gestão da diversidade sexual: excelência na inclusão de minorias sexuais em empresas atuantes no Brasil


Ricardo Rohm, Gabriel Valuano e José Martins em UFRJ

ResearchGate – 📅 SIAc 2018

Resumo:

Embora a gestão da diversidade tenha ganhado maior destaque nas empresas nos últimos anos (FLEURY, 2000), é possível perceber a instrumentalização e o utilitarismo que permeiam a criação de políticas e motivam a aplicação de práticas, visando gerir conflitos a partir de uma lógica de maximização dos ganhos, ligada ao marketing e à imagem corporativa (ALVES; GALEÃO-SILVA, 2004; VERGARA; IRIGARAY, 2007). Ao olhar para as minorias, mostra-se ainda presente o descaso com a diversidade sexual, representada por lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e demais grupos, à medida em que a permissividade organizacional com relação à discriminação no ambiente de trabalho impacta negativamente a própria gestão das empresas, mostrando-se como um indicador importante para que estas passem a investir na diversidade sexual enquanto fator decisivo de vantagem competitiva (ROHM; FERNANDES; CABRAL, 2012), para além de preocupações com a responsabilidade social corporativa. Segundo pesquisa realizada e divulgada em 2017 pela Center for Talent Innovation, 61% dos funcionários no Brasil pertencentes à comunidade LGBT+ permanecem no armário no trabalho, evidenciando que as práticas de diversidade e inclusão declaradas pelas empresas não são eficazes na realidade (SARAIVA; IRIGARAY, 2009). A presente pesquisa possui como objetivo geral propor um modelo de gestão pautado na inclusão e valorização da diversidade sexual, enquanto fator de inovação e vantagem competitiva, nas empresas de grande porte no Brasil. Com embasamento nos conceitos de modelo de gestão de Ferreira et al (2005), gestão da diversidade sexual de Rohm (2018) e ao se almejar gerir a diversidade sexual de maneira eficaz e efetiva, mostra-se importante a definição de um modelo de gestão que respeite, valorize e inclua as minorias sexuais, subordinando preconceitos, e a consequente discriminação e exclusão, à modelagem adotada. Para tanto, far-se-á necessário desenvolver pesquisa bibliográfica a fim de definir base conceitual para discussão acerca da relação entre modelo de gestão e gestão da diversidade sexual, a partir de material já elaborado, principalmente livros e artigos científicos? (GIL, 2007). Elaborar-se-á, ainda, pesquisa documental, composta pelo exame de materiais de natureza diversa, que ainda não receberam tratamento analítico (GODOY, 1995), para verificar a existência de organizações internacionais e nacionais voltadas para o desenvolvimento e certificação de práticas empresariais inclusivas de pessoas LGBT+, bem como para identificar práticas internacionais e nacionais voltadas para a inclusão da diversidade sexual na gestão dessas empresas. A pesquisa tem abordagem qualitativa, visando descrever a complexidade de determinado problema (RICHARDSON, 1989), e, quanto ao objetivo caracteriza-se como exploratória, desenvolvida com objetivo de proporcionar visão geral, de tipo aproximativo, acerca de determinado fato (GIL, 2007)

Palavras-chave: Modelo de gestão; Gestão da Diversidade; Inclusão de minorias sexuais; Recursos Humanos

Abstract:

Development of a sexual diversity management model: excellence in the inclusion of sexual minorities within acting companies in Brazil

Even though diversity management has gained greater prominence in companies in recent years (FLEURY, 2000), it is possible to perceive the instrumentalization and utilitarianism behind the creation of policies that motivate the application of practices, aiming at managing conflicts based on a logic of maximization of earnings, linked to marketing practices and corporate image management (ALVES; GALEÃO-SILVA, 2004; VERGARA; IRIGARAY, 2007). When looking at minorities, there is still disregard for sexual diversity, LGBT+, represented by lesbians, gays, bisexuals, transgenders and other groups. The organizational permissiveness over discrimination in the work environment negatively impacts the own companies, proving to be an important indicator for them to invest in sexual diversity as a decisive factor of competitive advantage (ROHM, FERNANDES, CABRAL, 2012), as well as concerns about corporate social responsibility (CSR). According to a survey conducted and published in 2017 by the Center for Talent Innovation, 61% of LGBT + employees in Brazil remain in the closet at work, evidencing that the diversity and inclusion practices declared by companies are not effective in reality (SARAIVA, IRIGARAY, 2009). The present research aims to propose a management model, focused on human resources (HR) practices, based on the inclusion and valorization of sexual diversity, as a factor of innovation and competitive advantage, in large companies in Brazil. Based on the concepts of the management model of Ferreira et al (2005), sexual diversity management (ROHM, 2018), and the goal of managing sexual diversity effectively, this research aims at define a management model that respects, values ​​and includes sexual minorities, subordinating prejudices, and the consequent discrimination and exclusion. To do so, bibliographical research is being developed in order to define the conceptual basis for discussion about the relationship between HR management model and sexual diversity management, based on material already elaborated, mainly books and scientific articles. Documentary research will also be carried out, consisting of the examination of materials from a different nature, which have not yet received analytical treatment, to verify the existence of international and national organizations dedicated to the development and certification of inclusive business practices of LGBT+ people, as well as to identify international and national practices aimed at including sexual diversity in the management of these companies. The research has a qualitative approach, aiming to describe the complexity of a given problem.

Keywords: Management model; Diversity Management; Inclusion of sexual minorities; Human Resources

Compartilhar


Postado por


Inspirações para o comentário:
abate, alegria, amuo
ânimo, ardor, arte
susto, avidez, bobeira
calma, cansaço, carranca
coleção, confusão, contemplação
criação, curiosidade, depressão
descontente, deslumbre, despertez
determinação, diversão, doente
empolgação, encanto, energia
esperança, espirituosa/o, estranheza
estresse, feliz, gelo
ímpeto, irritação, melancolia
nerd, ocupação, peculiar
pensamento, realização, riso
saltitante, satisfação, sombra
surpresa, trabalhando, travessa/o
triste, zanga
Lembre-se de que você veio aqui, porque compreendeu a necessidade de lutar contra si mesmo. Agradeça, portanto, a quem lhe proporcione a ocasião para isso.
Gurdjieff
Você pode alterar sua foto de perfil no Gravatar ou fazer login.

Deixe um comentário